Artigos

O Plano Decenal Brasil-China 2022-2031: oportunidade de preparação e realinhamento

Após a superação da crise de 2008/09, Brasil e China desenvolveram proximidade cultural e confiança mútua. Em 2030, estima-se que a China possivelmente terá ultrapassado os Estados Unidos como maior economia mundial em valores correntes do PIB.

“A ascensão chinesa ocorrerá num contexto de rivalidade estratégica e enormes resistências do ocidente, do qual o Brasil é parte, gerando tensões permanentes. Nesse cenário, parcerias de longo prazo, que possam se desenvolver com previsibilidade, terão alto valor”, frisa Tatiana Rosito. O artigo é um dos destaques da Carta Brasil-China organizada pelo Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC).

Compartilhe

Após a superação da crise de 2008/09, Brasil e China desenvolveram proximidade cultural e confiança mútua. Em 2030, estima-se que a China possivelmente terá ultrapassado os Estados Unidos como maior economia mundial em valores correntes do PIB.

“A ascensão chinesa ocorrerá num contexto de rivalidade estratégica e enormes resistências do ocidente, do qual o Brasil é parte, gerando tensões permanentes. Nesse cenário, parcerias de longo prazo, que possam se desenvolver com previsibilidade, terão alto valor”, frisa Tatiana Rosito. O artigo é um dos destaques da Carta Brasil-China organizada pelo Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC).

Participaram dessa publicação

Tatiana Rosito
Senior Fellow

Consultora Sênior do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD)

MAIS DO NÚCLEO

TEMAS RELACIONADOS