CEBRI - Alianças Globais pela Sustentabilidade

Version EnglishENGLISH VERSION

Alianças Globais pela Sustentabilidade

25/01/2021

A crise sanitária global de 2020 revelou indícios robustos da insustentável relação homem-natureza que se acentua progressivamente no século XXI. Muito tem sido dito sobre os limites do planeta e da sua resiliência, e sobre as ações humanas provocaram o surgimento de uma nova era, o Antropoceno. Nesse contexto de assimetrias e de disputas globais marcadas pelas vulnerabilidades e riscos das crises climática e da natureza, torna-se imperativo retomar o debate entre interesses nacionais de desenvolvimento e a corresponsabilidade global com a integridade ambiental e a proteção da natureza. 

Pelo seu papel histórico e inflexões recentes, o Brasil é um ator central para os avanços globais na pauta climática e ambiental. De acordo com a autora do policy note, Izabella Teixeira, Senior Fellow do CEBRI e ex-Ministra do Meio Ambiente, "o alinhamento com a contemporaneidade requer novas visões e esforços adicionais. Não se trata somente do que o Brasil tem hoje em termos de ativos ambientais preservados, e sim do que o país se compromete a preservar e proteger e como esses objetivos alinham-se com a sua trajetória de crescimento econômico e de proteção social."

A publicação faz parte do projeto que o Núcleo de Multilateralismo do CEBRI realizou, em 2020, em parceria com a Fundação Konrad Adenauer (KAS). A iniciativa buscou identificar e analisar as tendências que caracterizam a atual reorientação do multilateralismo e a perspectiva da agenda da sustentabilidade. Além disso, o projeto visou captar visões sobre as economias emergentes, particularmente o Brasil. 

Leia na integra: aqui

 


Centro Brasileiro de Relações Internacionais